CIENTISTAS DESCOBREM COMO FAZER O CORAÇÃO SE REGENERAR APÓS ATAQUE CARDÍACO



Esta é uma notícia maravilhosa para todas as pessoas que sofrem de doenças do coração.

Finalmente, existe a esperança de haver uma terapia que vai ajudar a curar o nosso órgão mais importante mesmo depois de um ataque cardíaco.

Muitas pessoas no mundo vivem com um coração debilitado, enfraquecido, especialmente aquelas que tiveram de operar o órgão.

Mas isso agora começar a mudar.

Um tratamento revolucionário pelo qual o coração é estimulado a se curar naturalmente após um ataque cardíaco está sendo desenvolvido por cientistas.

Pesquisadores da Universidade de Oxford e da Universidade College London descobriram que o coração pode conseguir se recuperar completamente e sozinho se lhe for dado o "gatilho" correto.

É uma revolução na cardiologia que, se comprovada, mudará tudo.

Os cientistas desenvolveram um tratamento extraordinári que vai levar o coração a se recuperar totalmente mesmo após problemas muito sérios, como um infarto ou ataque cardíaco.

O que os pesquisadores descobriram foi que, com a estimulação adequada do músculo, o coração pode se regenerar de uma maneira natural.

Os cientistas descreveram a sua descoberta como "uma nova etapa emocionante" e acreditam que ela pode ser usada para tratar a insuficiência cardíaca.

Para aclarar, a insuficiência cardíaca geralmente ocorre depois de graves problemas, como um ataque cardíaco, quando o coração se enfraquece e perde a capacidade de bombear o sangue.



Infelizmente, um quarto dos pacientes que foram diagnosticados com a função cardíaca deteriorada morre nos 5 anos seguintes, e apenas um pequeno número de tratamentos médicos ou operações podem retardar ou parar esse processo degenerativo.

Além disso, o número de pacientes com insuficiência cardíaca está aumentando à medida que a população envelhece e alguns estudos sugerem que as taxas duplicaram desde a década de 1980.

O problema provoca falta de ar, fadiga e também aumenta o risco de acidente vascular cerebral (AVC), coágulos sanguíneos e de mais ataques cardíacos, enfim, causa uma profunda debilidade, pois o coração é incapaz de bombear o sangue para todo o corpo.

Mas agora surge uma luz.

Em seus experimentos de laboratório, os cientistas da Universidade de Oxford e da Universidade College London descobriram que, depois de um ataque cardíaco, o coração começa a se curar de uma forma natural e começar a criar novos vasos linfáticos, que são fundamentais para o transporte de células mortas e bactérias, e, assim, inicia-se a recuperação do órgão.

No entanto, esse processo natural é muito lento e muitas vezes não atinge a plena recuperação, e isso pode ser fatal para o paciente.

Mas é possível acelerar esse processo com a ajuda de uma proteína chamada VEG FC.

E agora eles esperam desenvolver um tratamento que seja capaz de levar o coração a curar a si mesmo através da utilização dessa proteína.

O professor Paul Riley , da Universidade de Oxford, declarou: "Nós provamos que, se dado o estímulo certo após um ataque cardíaco, há uma resposta significativa do sistema linfático, o que aumenta o processo de cura do coração e deixa os danos para trás".

Agora resta-nos torcer para que a pesquisa finalize com êxito e todo esse avanço chegue à população.


Fonte da matéria: Daily Mail

[ALERTA] UMA DAS CAUSAS DO CÂNCER DE MAMA, SEGUNDO CIENTISTAS, VOCÊ CONSOME QUASE TODOS OS DIAS.



Hoje estamos trazendo mais uma informação muito importante para a prevenção desse câncer.

Se você é mulher, atenção a esta notícia: o leite aumenta consideravelmente os riscos de câncer de mama.

Vários estudos já comprovaram isso.

No “American Journal of Clinical Nutrition”, Patricia Moorman apresentou algumas hipóteses sobre como o leite está relacionado ao câncer de mama. Aqui estão alguns pontos do artigo que resume muito bem a relação entre o consumo de leite e câncer de mama:

    - "Uma vaca grávida produz estrogênio extra que acaba em seu leite e o excesso de estrogênio é conhecido por fazer as células de câncer de mama se multiplicar."

    - "Gordura no leite provoca a liberação excessiva de estrogênio no corpo da mulher."

   -  "Fibra ajuda a o estrogênio do organismo, e o leite não contém fibras."

    - "O leite materno , seja humano ou de vaca , ajuda o pequeno bebê a crescer rapidamente. É possível que os fatores de crescimento do leite, tais como o IGF -1, estimulem o crescimento de células cancerosas. Em um teste feito com tubos de ensaio, o IGF -1 pareceu acelerar o crescimento das células de câncer de mama , e ele pode ser mais potente do que o estrogénio, nesse sentido.  Agora as vacas também recebem o hormônio de crescimento bovino (BGH) para aumentarem sua produção de leite e elas acabam produzindo em média 2 a 4 vezes mais IGF-1 do que as vacas que não tomam hormônio."

    - "O leite também contém pesticidas e poluentes industriais. Mortes por câncer de mama em Israel diminuiu quando três agentes cancerígenos encontrados no leite de Israel foram proibidos."

No vídeo a seguir, o pesquisador e médico brasileiro Lair Ribeiro lista com muita propriedade alguns motivos pelos quais não devemos consumir o leite de vaca.

Vale a pena assistir.

No livro “Your life in your hands” ("Sua vida em suas mãos"), a professora Jane Plant, geoquímica e chefe científica do British Geological Survey, conta como sobreviveu depois de cinco tumores mamários e a práticas médicas convencionais para tratar o câncer – simplesmente eliminando de sua dieta todos os alimentos lácteos.

Quando diagnosticaram o câncer de mama na primeira vez, ela se submeteu a uma mastectomía e a irradiação dos ovários porque lhe disseram que assim provocava-se a menopausa, suprimia-se a produção de estrogênio e se poderia curar o câncer

Mas isso não aconteceu.

Pelo contrário: o câncer se reproduziu por até quatro vezes.

Ela sofreu a amputação de uma mama, submeteu-se a radioterapia e a quimioterapia.

Aproveitando uma viagem do marido à China, Jane – que já estava sem esperanças – verificou que nesse país tal enfermidade era quase inexistente, pois só uma em cada 10.000 mulheres morre de câncer de mama na China, enquanto no Reino Unido os números oficiais falam de uma em cada 12.

Investigando a forma de vida e alimentação dos orientais, Jane e o marido descobriram que as mulheres chinesas não tinham câncer de mama nem os homens desenvolviam tumores prostáticos porque são incapazes de tolerar o leite e, portanto, não o tomam.

E mais: chineses são incapazes de compreender a preocupação ocidental por tomar leite de vaca.

Eles nunca o utilizam – muito menos para amamentar os bebês.

Não é à toa que mais de 70% da população mundial é incapaz de digerir a lactose.

Jane acredita que a natureza tenta nos avisar há tempos que estamos comendo um alimento errado.

Quando Jane escreveu tudo isso, estava fazendo quimioterapia por causa do quinto tumor mamário. E foi então que decidiu suprimir por completo a ingestão de lácteos, incluindo todos os alimentos que contêm algo de leite: sopas, biscoitos, pastéis, margarinas, etc.

Resultado: em poucos dias o tumor começou a encolher.

Duas semanas depois da segunda sessão de quimioterapia e uma semana depois de haver suprimido o leite e seus derivados o tumor começou a incomodar-lhe.

Logo abrandou e começou a minguar.

Umas seis semanas depois havia desaparecido.

O oncologista de Jane, do Hospital de Londres, ficou surpreso ao examiná-la e não encontrar o tumor.

Pelo visto, não esperava que alguém com um câncer tão avançado — pois já havia invadido o sistema linfático — pudesse sobreviver.

Felizmente, aquele oncologista conseguiu superar seu ceticismo inicial e na atualidade recomenda uma dieta sem lácteos aos seus pacientes.

Convencida de que deixar de tomar lácteos era o que lhe havia salvado a vida, Jane Plant decidiu partilhar os seus conhecimentos e sua experiência no livro antes mencionado.

E de imediato mais de 60 mulheres afligidas de câncer de mama se puseram em contato com ela para pedir-lhe conselho.

E seus tumores também desapareceram.

“Ainda que não tenha sido fácil aceitar que uma substância tão “natural” como o leite pudesse ter tais repercussões para a saúde, agora não tenho dúvida de que a relação entre os produtos lácteos e o câncer de mama é similar à que existe entre o tabaco e o câncer de pulmão”, explica Jane Plant.

Outras pesquisas reforçam o fato.

Em 1989, por exemplo, o Dr. Daniel Cramer, da Universidade de Harvard, determinou que esses produtos estão implicados na aparição do câncer de ovário.

E os dados sobre o câncer da próstata conduzem a conclusões similares.

A própria Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que o número de homens que padecem deste câncer na China é de 0,5 por 10.000, enquanto no Reino Unido o número é 70 vezes maior.

Na China, praticamente não se consome leite.

No Reino Unido, consome-me bastante.




Este homem bebeu 10 latas de Coca-Cola por dia durante 1 mês. Veja o resultado.



Muito já foi dito sobre os danos que o açúcar pode causar. Quantas vezes não ouvimos críticas a marcas como Coca-Cola e Pepsi. Mas saber é uma coisa, e colocar em prática é algo bem diferente.

O norte-americano George Prior decidiu se envolver no assunto e, com uma experiência, mostrou até que ponto podem chegar as consequências do consumo exagerado deste doce veneno.

A experiência era a seguinte: durante um mês, ele beberia 10 latas de Coca-Cola por dia.


O resultado não demorou para aparecer: seu peso aumentou cresceu como fermento, de 168 libras (76 quilos) para 190 libras (86 quilos)


Além de o peso ter aumentado, seu físico também mudou a olhos vistos, como você pode conferir.


"Queria lembrar a todos quanto açúcar bebemos diariamente e como isso afeta nossa saúde", afirmou.

Soldado bem informado não morre na guerra (contra o açúcar): veja a seguir a quantidade de açúcar presente em cada uma destas bebidas.


[PÉ RACHADO] Esteticista ensina que a solução MAIS barata é a MAIS eficaz!



Pés ásperos e com rachaduras: apesar de parecer simples, esse é um problema que muitas mulheres têm dificuldade em resolver. Cremes, loções, tratamentos e esfoliações prometem mundos e fundos, mas nem sempre conseguem deixar o calcanhar macio. 

A esteticista e cosmetóloga Cássia Cardoso, do MedSpa, clínica que fica em Miami, passou por isso. Durante um Facebook Live realizado pelo Bolsa de Mulher, a profissional, que é conhecida como "mãos milagrosas", contou como resolveu de uma vez por todas o problema.

Pés com rachaduras: o que fazer?


Cássia contou que teve pés rachados por muitos anos e que venceu o problema graças a um truque feito em 4 passos.

Primeiro passo

Faça uma esfoliação nos pés com um sabonete esfoliante ou com uma receitinha caseira. Uma das receitas ensinadas pela esteticista leva mel e açúcar negro misturados. Outra opção leva iogurte e fubá.

Segundo passo

Passe um creme à base de vaselina, desses encontrados em farmácias. Coloque uma quantidade generosa nas áreas mais secas.

Terceiro passo

Com os pés bem besuntados, envolva-os em plástico filme, desses utilizados na cozinha. Certifique-se que não está muito apertado, impedindo a circulação, nem machucando a pele.

Quarto passo

Por fim, coloque meias nos pés. Junto com o plástico, ele potencializa a absorção do creme.

Você pode assistir ao Facebook Live feito com a esteticista na íntegra abaixo:

[INCRÍVEL] Elimine Manchas Escuras com esse Milagroso Creme.



Muitas pessoas enfrentam o problema de ter axilas, joelhos, pescoço ou cotovelos escuros.

Essas pessoas, em sua maioria, ficam com a autoestima abalada e desenvolvem certos comportamentos característicos de quem tem algo a esconder, como evitar levantar as mãos e andar com roupas que cobrem os joelhos.

As causas para o escurecimento das axilas são variadas, como uso de barbeador, ventilação insuficiente, excesso de transpiração, acúmulo de células mortas e uso de desodorantes e antitranspirantes à base de álcool.

A pele da região das axilas, pescoço, cotovelos e joelhos é geralmente mais grossa e mais seca, já que nela existem poucas glândulas sebáceas, responsáveis pela produção de gordura/oleosidade.

Por isso, se você não cuidar da pele dessas partes do corpo, ela terminará ficando muito mais escura do que a de outras partes do seu corpo.

Mas pode ficar despreocupado(a).

Estamos trazendo agora um presente para você: um guia com os melhores remédios naturais para o escurecimento da pele.

1. Batata ou pepino

Corte uma fatia fina de batata e esfregue-a em suas axilas.

Você também pode amassar a batata e coloque seu sumo sobre as manchas escuras.

Seja a primeira ou segunda, você precisa deixar secar por 15-20 minutos e depois lavar com água morna.

Aconselha-se fazer duas vezes diariamente.

Com a sequência do tratamento, haverá o clareamento da pele.

Em vez de batata, você pode usar pepino.

2. Bicarbonato de sódio

Combine água e bicarbonato de sódio, em partes iguais, a fim de fazer uma pasta.

Aplique depois essa pasta na região escurecida durante 15 a 20 minutos, espere secar e lave para removê-la.

Repita este método de 3 a 5 vezes por semana.

3. Limão

Esfregue um pedaço de limão na sua pele durante alguns minutos.

Deixe agir por 10 minutos e depois lave muito bem para que não fique nenhum resíduo da fruta.

Use um hidatante depois na região em que houve aplicação de limão.

Faça este tratamento sempre à noite e evite a exposição ao sol.

4. Vinagre

Misture farinha de trigo e vinagre para obter uma pasta grossa.

Use durante o banho e deixe a pasta secar de 10 a 15 minutos.

Lave-a com água morna.

Faça este tratamento três vezes por semana.

5. Leite

Misture 1 colher (sopa) de farinha de trigo, 2 colheres (sopa) de leite integral e 1 colher (chá) de iogurte natural.

Esta mistura vai virar uma massa turva.

Coloque a massa em suas axilas e deixe-a agir por 15 minutos antes de enxaguar com água fria.

Repita a aplicação de 3 a 5 vezes por semana.

IMPORTANTE!

Faça um teste antes de iniciar qualquer um desses tratamentos, para ver se ocorre alguma reação alérgica (o que é muito raro).

Aplique uma pequena quantidade em uma das axilas, aguarde alguns minutos e veja se haverá alguma manifestação de alergia.

Se não ocorrer, o tratamento está liberado.

OUTRA INFORMAÇÃO IMPORTANTE!

Axilas escuras podem ser um sinal de uma doença rara conhecida como acantose nigricans, que geralmente está relacionada com diabetes, obesidade, disfunções hormonais, uso de certos medicamentos e câncer.

É por isso que é recomendado visitar o seu médico se o escurecimento persistir para descartar a hipótese de um problema mais sério.

Via curapelanatureza

[CONFIRA] Dez alimentos que ajudam a proteger o seu fígado

Gengibre, maçã e rabanete devem fazer parte do cardápio com regularidade

Você provavelmente nem lembra que ele existe, mas saiba que o fígado é um dos órgãos mais complexos e merece muito cuidado. Entre as mais de 200 funções, ele funciona como um filtro, eliminando o que é tóxico ao nosso organismo - percebeu a importância? Sem ele funcionando direito, nada mais trabalha direito no corpo também. Quando exageramos no consumo de bebidas alcoólicas e alimentos gordurosos, o fígado fica sobrecarregado e precisa de uma desintoxicação.

"O problema é que não existe um alimento milagroso em uma quantidade determinada que promova essa limpeza do fígado", aponta o nutrólogo André Veinert, da Clínica Healthme. Ele diz que há alguns alimentos que podem até ajudar a desintoxicar, mas não basta apenas consumi-los e se achar no direito de exagerar no consumo de álcool e gorduras - é preciso ter moderação, fazer refeições leves várias vezes ao dia e praticar exercícios físicos com regularidade. Outro ponto é que o consumo dos alimentos "detox" precisam ser consumidos de forma habitual na dieta alimentar. Em resumo, o consumo de um único item da lista abaixo não vai ser o responsável por proteger a saúde do fígado, mas sim uma alimentação balanceada em que se encaixem a turma toda. Confira aqui:

Própolis

O extrato de própolis, obtido das abelhas é facilmente encontrado em farmácias, contém substâncias chamadas bioflavonoides que estão ligadas a uma melhora da função do fígado. Dessa forma, ajudam a acelerar a desintoxicação do organismo.

"Há também alguns estudos feitos desde 1992, in vitro ou em camundongos, que apontam que a substância artepelin C do própolis combate células tumorais no fígado", aponta a nutricionista Danielle Nascimento, do programa de educação nutricional Viva Melhor. Leia no rótulo as instruções de consumo de acordo com o tipo de própolis que você comprar, que pode variar de uma colher de chá a uma quantidade específica de gotas de acordo com a idade da pessoa.

Abacaxi

O destaque do abacaxi é uma potente enzima chamada bromelina. "Ela auxilia na digestão - por isso que muitas pessoas a usam para amolecer a carne de churrasco", conta a nutricionista Mariana Thomaz, do Hospital Paulistano. Desse modo, ela ajuda a desobstruir o fígado do acúmulo de gorduras e toxinas. "Recomendo fazer combinações de suco de abacaxi com hortelã ou outras frutas, para potencializar ainda mais o efeito sobre o fígado e o todo o corpo", indica Mariana.

Maçã

Uma singela maçã pode fazer a diferença no trabalho do fígado por conter uma substância chamada pectina. "É uma fibra solúvel que ajuda na diminuição da taxa de colesterol e facilita a digestão de gorduras pelo organismo", explica Danielle Nascimento. Para entender o processo, a nutricionista faz uma explicação simples: a fibra "se agarra" às células de gordura e as leva embora do corpo, impedindo que fiquem acumuladas no fígado.

O nutrólogo André Veinert, da Clínica Healthme, em São Paulo, também conta que a maioria das frutas, verduras e legumes ricos em fibras ajuda na absorção de gordura, apesar de a maçã ganhar destaque por ter a pectina. "Inclua no cardápio tanto maçã quanto banana, cenoura, tomate, pera e outros vegetais que também fornecem vitaminas importantes para melhorar o funcionamento do fígado", recomenda.

Gengibre

Segundo Danielle Nascimento, esse alimento é considerado um tônico do fígado. "O gengibre ajuda na secreção da bile, que é feita pela vesícula biliar", explica. Com isso, a digestão de gorduras é mais eficiente, evitando a sobrecarga do fígado. Você pode consumir o gengibre cru, ralando um pouco em cima do seu prato no almoço e no jantar.

Escarola

A substância amarga presente nessa verdura estimula a produção e secreção da bile, segundo a nutricionista Danielle. "Além disso, é fonte de nutrientes, como ácido fólico, zinco e vitaminas que dão mais saúde e disposição ao corpo para que todos os órgãos funcionem direito", afirma. O sabor da verdura combina muito com tortas e pizzas, mas prefira usar sempre farinha integral para preparar esses pratos.

Rabanete

Vale tanto o cru quanto o em conserva - só fique de olho na quantidade de sódio dessa segunda opção, que aumenta o inchaço e a pressão arterial e, consequentemente, traz malefícios ao fígado. "Essa raiz tem uma essência sulforafada, responsável pelo sabor picante, que aumenta a secreção da bile pelo fígado", explica Danielle Nascimento.

Frutas vermelhas

Morango, amora, cereja, framboesa e outras frutinhas avermelhadas são poderosos antioxidantes. Segundo André Veinert, eles ajudam a combater as substâncias tóxicas acumuladas no fígado. "Invista também em outros alimentos que contenham vitamina A, vitamina E e outros antioxidantes, como cenoura e tomate", recomenda o nutrólogo da clínica Healthme.

Salmão e azeite

O salmão é rico em ômega 3, uma gordura considerada "boa" por ajudar na proteção do fígado. "Já o azeite de oliva também apresenta ômega 9, outro componente que traz benefícios ao órgão", explica André Veinert.

Apesar de serem chamadas gorduras boas, até mesmo esses ômegas pedem moderação. No caso do azeite, duas colheres de sopa por dia são suficientes, mas o ideal é procurar um nutricionista para balancear essa quantidade com a de outras fontes de gorduras que você consome no dia.

Água

A água é o combustível para o fígado trabalhar. Mariana Thomaz conta que, quando álcool e gorduras entram no nosso organismo, transformam-se em substância tóxicas que sobrecarregam o trabalho do fígado. "A água é fundamental para ajudar a eliminar essas toxinas", afirma. Além disso, o fígado é responsável por produzir a bile (ou suco biliar) que atua na digestão de gorduras como se fosse um detergente. "O órgão produz entre 800 ml a um litro de bile por dia e, sem água, isso não será possível", explica a nutricionista Danielle.

Tenha sempre uma garrafinha com você durante o dia e, quando beber álcool, procure intercalar com goles de água e evitar exageros. É verdade que o álcool é líquido, mas ele é muito diurético e acelera a desidratação do organismo. Por isso, água, sucos, chás e água de coco ajudam a recuperar o que o seu corpo perde com o consumo de bebida alcoólica.  Com informações minha vida.


CURTA A NOSSA PÁGINA

Postagem em destaque

[INCRÍVEL] Chás que eliminam a barriguinha em homens

A preocupação com a boa forma, principalmente na área abdominal, não é uma exclusividade das mulheres, os homens também enxergam o excess...

Postagens populares